segunda-feira, 17 de setembro de 2012

A marca especial dos selados


Os selados estarão imunes a toda destruição da Grande Tribulação

(*) Por bispo Edir Macedo/ Foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com
A selagem destas pessoas deverá ser uma marca especial de Deus na testa de cada um. O profeta Ezequiel também fez referência a um fato semelhante ao desse grupo de selados, quando disse:
"Então, ouvi que gritava em alta voz, dizendo: Chegai-vos, vós executores da cidade, cada um com a sua arma destruidora na mão. Eis que vinham seis homens a caminho da porta superior, que olha para o norte, cada um com a sua arma esmagadora na mão, e entre eles, certo homem vestido de linho, com um estojo de escrevedor à cintura; entraram e se puseram junto ao altar de bronze.
A glória do Deus de Israel se levantou do querubim sobre o qual estava, indo até à entrada da casa; e o Senhor clamou ao homem vestido de linho, que tinha o estojo de escrevedor à cintura, e lhe disse: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal a testa dos homens que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela.
Aos outros disse, ouvindo eu: Passai pela cidade após ele; e, sem que os vossos olhos poupem e sem que vos compadeçais, matai; matai a velhos, a moços e a virgens, a crianças e a mulheres, até exterminá-los; mas a todo homem que tiver o sinal não vos chegueis; começai pelo meu santuário." Ezequiel 9.1-6
Este grupo de cento e quarenta e quatro mil será imune a toda a destruição da Grande Tribulação. Uma das coisas mais importantes, a nosso ver, nessa visão de João, com respeito à selagem dos filhos de Israel, é a falta de uma das tribos.
Dentre todos os filhos de Israel, apenas a tribo de Dã não está relacionada entre os selados. Por quê? Os filhos de Israel foram estes:
De Lia: Rúben (o primogênito); Simeão; Levi; Judá; Issacar; Zebulom.
De Raquel: José e Benjamim.
De Zilpa, serva de Lia: Gade e Aser.
De Bila, serva de Raquel: Dã e Naftali.
Dentre os que foram selados, temos: doze mil de Judá; doze mil de Rúben; doze mil de Gade; doze mil de Aser; doze mil de Naftali; doze mil de Manassés; doze mil de Simeão; doze mil de Levi; doze mil de Issacar; doze mil de Zebulom; doze mil de José e doze mil de Benjamim.
Como podemos observar, Manassés, filho de José, e portanto neto de Israel, substituiu Dã. Para que possamos entender o porquê da sua substituição, precisamos recordar a sua história.
Dã era o quinto filho de Jacó e era filho de Bila, a serva de Raquel. Quando Jacó desceu ao Egito, Dã tinha apenas um filho, chamado Husim. Em contraste a isso, Benjamim, o filho mais moço de Jacó, tinha naquele tempo dez filhos.
Dois séculos mais tarde, no entanto, Dã era a tribo mais numerosa depois de Judá, a qual tinha 72.700 homens capazes de sair à guerra, e Dã tinha 62.700 homens.
A tribo de Dã tinha uma posição destacada na ordem do acampamento, e era ela que levava um dos quatro estandartes principais, além de ter a in-cumbência de proteger, com os seus homens, toda a retaguarda do exército.
 (*) Estudo bíblico feito pelo bispo Edir Macedo.
Fonte:Arcauniversal.com

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Antes de fazer um comentario no nosso blog tenha consciência de que o nosso blog não tem CONTATO COM PASTORES E BISPOS DA IURD.
Nosso blog é aberto para todas a opiniões.Mas não aceitamos comentarios com:
Insulto
Difamação
Preconceito contra o blog e a Igreja Universal do Reino de Deus
E tambem não aceitamos comentarios contra os Bispos e pastores da Igreja Universal do Reino de Deus.
Esses tipos de comentario não serão aceitos e serão DELETADOS DO BLOG.